Política

Sala da Mulher é parceira de eventos em Várzea Grande

autor: Assessoria 05/12/2017

Assembléia Legislativa de Mato Grosso

PAPEL SOCIAL

Cestas básicas serão doadas para famílias carentes dos bairros Serra Dourada e São Matheus

Autoria: MARIA AUCICLEIDE DA SILVA TEZOLIN / Secretaria de Comunicação Social

A Associação de Moradores dos Bairros Serra Dourada e São Matheus, em Várzea Grande, equipe do site LapadaLapada, internautas que acessam o site e comerciantes, realizam, nos dias 21 e 23, o “Natal Solidário” para crianças e seus familiares. Os dois eventos têm a parceria da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa. “Doamos 20 cestas básicas, que serão distribuídas para as famílias em maior situação de carência. Este é nosso papel, fazer chegar a quem mais precisa os alimentos que arrecadamos através do ingresso social”, disse a coordenadora da Sala da Mulher, Daniella Paula de Oliveira.

O ingresso social é facultado a quem prestigia evento no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, e ocorre de duas formas - em parceria com a classe artística, quando a plateia paga meia-entrada ao doar um quilo de alimento ou um litro de leite, ou em eventos solidários, quando a entrada é apenas a doação de alimentos.

Um dos organizadores do evento “ Natal Solidário”, Sérgio Lourivaldo Aliend, disse que “a ideia surgiu há dois anos, quando o Natal Solidário foi realizado no bairro São Matheus. Este ano, graças à parceria da Sala da Mulher, de empresários e dos internautas que acessam o site, será levado também ao bairro Serra Dourada”.

No Serra Dourada, a festa acontece no dia 21 de dezembro, das 13 às 18 horas, na avenida principal. No bairro São Matheus, as comemorações natalinas ocorrem  também na avenida principal da comunidade, no dia 23 de dezembro, das 13 às 18 horas. Nas duas localidades, haverá pula-pula, algodão-doce, pipoca, picolé e distribuição de brinquedos.

 

“A parceria da Sala da Mulher foi fundamental para que o evento se consolidasse e isso prova que a Sala está cumprindo seu papel na sociedade de estar ao lado das pessoas mais carentes. Ainda de acordo com ele, “para muitas crianças essa será a única atividade nestes festejos de passagem de ano”, afirma Lourivaldo.